A 23ª edição do Festival Halleluya finalizou com metas superadas, recorde de visitantes e com o público com a fé renovada. Foram cinco dias de muita música, louvor, encontros e alegria. O evento reuniu mais de um milhão de pessoas em cinco dias e, por mais um ano, se consolidou como o maior Festival   de música católica do mundo e o Festival mais solidário do Brasil. Ao todo, foram coletadas 1.121 bolsas de sangue, superando a meta mil bolsas de sangue. Esse foi o maior resultado nos 17 anos de parceria do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) com o Halleluya. “Batemos a meta e o sentimento agora é de gratidão ao festival, à Comunidade Shalom, aos doadores que se disponibilizaram durante essas cinco noites comparecendo ao nosso estande”, comentou a coordenadora de captação de Hemoce, Nágila Lima.
Além de sangue, os visitantes também doaram alimentos não perecíveis. Ao final do Festival foram arrecadadas mais de três toneladas de alimentos. As doações serão destinadas aos projetos de Promoção Humana da Comunidade Católica Shalom, que atendem pessoas em situação de risco.
O encerramento do Festival aconteceu com a celebração da santa missa presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, Dom Rosalvo. O público chegou cedo para orar em família e agradecer por mais uma edição do evento. “É uma festa de muita paz, descontração e segurança. Aqui temos a oportunidade de renovar nossa esperança em dias melhores, de orar em família e de ver de perto que a juventude de Fortaleza tem sim amparo e uma igreja que olha por eles. Já estou ansiosa para o Halleluya 2020”, disse Mariana Aguiar, servidora pública estadual.
De acordo com a organização do evento, o espaço da misericórdia foi um dos mais visitados. A fé e a sede de Deus atraíram o público para o “Coração do Festival Halleuya”.  No espaço, mais de 3 mil pessoas receberam oração e aconselhamentos durante os cinco dias de evento. No local também aconteceram confissões e cursos.
“O Halleluya é, sobretudo, um evento para aqueles que estão longe, para aqueles que não tiveram ainda a sua experiência com Jesus Cristo e podem tocar no rosto jovem da Igreja, no rosto jovem de Cristo. Pessoas que são alcançadas, tem suas vidas transformadas, a gente passa por aquele espaço da Misericórdia e vê aquela fila imensa de confissão, aquele espaço imenso de pessoas recebendo oração, tantas pessoas diante do Santíssimo Sacramento e o silêncio da adoração, que não tem explicação a não ser o mistério de Deus no meio de nós”, disse o fundador da Comunidade Shalom, Moysés Azevedo
Shows
O maior festival de música católica do mundo recebeu 23 atrações musicais consagradas no seu palco principal. O evento foi encerrado com a apresentação musical da banda paulista Rosa de Saron. Essa foi a estreia do novo cantor da banda, Bruno Faglioni, no palco do Halleluya. Já o destaque das cinco noites ficou com a apresentação musical do Padre Fábio de Melo, que aconteceu na sexta-feira (26). Entre outras atrações que passaram pelo palco principal estão os cantores Adriana Arydes, Batista Lima, a Irmã Kelly Patrícia, Suely Façanha e a atração internacional Judy Bailey.
No palco alternativo, 24 atrações locais e nacionais se revezaram nas apresentações durante os cinco dias de festa. Entre os mais conhecidos do público estão Ticiana de Paula, Regina Pacis, Frei Wilter e a banda Lord Metal. “Os shows foram maravilhosos. Foi um Halleluya surpreendente que nos deixa muito felizes como Comunidade Católica Shalom. Em nome, da Comunidade Shalom, agradecemos a população de Fortaleza e de todo o Ceará por abraçar e viver da melhor forma o Festival Halleluya”, disse Padre Sílvio Scopel, assistente local da comunidade Shalom, em Fortaleza.
A Festa que Nunca Acaba
O Festival faz jus ao seu slogan “A Festa que Nunca Acaba” e dá continuidade a grande graça do amor de Deus propagada durante todo o evento. O evento continua no Halleluya Quero Mais, que é o Seminário de Vida no Espírito Santo. No Festival os interessados puderam fazer suas inscrições e, no próximo final de semana, farão uma experiência com Deus em um dos Centros de Evangelização da Comunidade Católica Shalom.

Deixe uma resposta